Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Zumbis


como zumbis de mente aberta a todas as adversidades e diversidades
eles caminham sem pensar no que vem e em seu futuro insano
e longe de todas as coisas boas eles se fixam e se matam
e longe dos Céus eles se envolvem e se enlouquecem em cadeia mútua

como uma gazela ágil pode sobreviver em meio a esses demais?
como você pode se misturar no meio deles sem ser notado
mesmo tendo sua camuflagem assim tão desfigurada?

guardo minhas moedas em um fundo pote pra poder te ver embriagada mais uma vez
não fale aquilo que não sabe ou julga estar certa
por suas palavras indômitas ou carregadas de afeto-falso
ou livre de idéias coerentes e frases coesas
lapidadas por álcool
confirmadas com tua vontade de fazer coisas “disturbiosas” na vida

é o livro da tua vida escrito em saliva impura
é a parte da sua vida que você jamais verá o quão inútil foi
e não há desculpa por essa droga ter te feito tão mal
quem se domina se controla
quem ama dá amor
e você está só nessa
então não me peça pra segurar seus pertences
se amanha estarei desviando de suas facas moldadas a seus dedos
você é uma caixa bizarra de surpresas
é o vento que me traz o cheiro de carne morta
o que eu faço com alguém da sua espécie?
o que eu faço ao te ver nua em minha frente com armas na boca?

como um zumbi você angaria mais um corpo pra conversar
como um zumbi você se entope de cerveja e depois reclama de suas rugas
como um zumbi você esnoba quem realmente poderia te dar carinho
como um zumbi você nega a sua origem
como um zumbi você esnoba a si mesmo
como um zumbi você esquece de viver e partir o pão
como um zumbi você devora a si mesmo em suas palavras indomadas
como um falso zumbi você assiste a tudo isso e seleciona bem o seu caminho
mas vive com medo
de se tornar um como eles
não aperte suas mãos ou deixe um caco de suas unhas em você
seja você mesmo
relaxa, respire o “ar normal e puro”
e peça a DEUS todos os dias
que esse hálito deles não te fira mortalmente

-com amor, de sua Consciência-
beijos. te amo.
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 09/08/2006
Código do texto: T212279
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70499 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:09)
Rônaldy Lemos