Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM ÉS?

Arvora-se minha alma
Em dores profundas, em lamentos
Nas  insônias de minhas madrugadas.

Move-se  meu espírito
Em gemidos doloridos
E  quebra-se  o cálice
De minha existência.
Pão e água estão a  minha mesa
Mas paz  falta-me
Os  meus olhos não enxergam
O além  das  aparências
Que me apresentam.
Pesas  sua  mão sobre  minha cabeça
E aborrecida fico
Com a vida que não te pedi.
Nega-me o entendimento e
Dilacera minha alma sim.

Nem do alto, nem  dos montes
Escuto  tua  voz, mudo estás,
E me sinto então algoz
De mim mesma, de meus  tormentos.
Amarga-me o pão à boca
Não mata minha sede
A água   que  me dá de beber,
Em pedaços me sinto
Despedaçada por dentro.

Nem cinzas, nem ungüentos
Aliviam minhas dores
Obscurecido está o meu espírito
Não tem perfume nem cor
Todas  as  flores,
Pois em vão luta minha alma
Contra  os dissabores.

Pega-me o paladar
Seca  minha alma está
Não encontro nem portas, nem saídas
Me encontro então perdida,
E me pergunto, se existe, onde  estás?

Reis e  rainhas não lamentam sua ausência
Eu, que nem te conheço, me desprezas,
Mas mesmo assim, desejo  tua presença,
E incompreensível, me deixas  só.

Confuso está meu coração,  minha  mente,
Cicatrizes  marcam minha alma
Prova-me em fornalha ardente
Não consigo entender
E perdida vago em cada momento.
Quem és tu  que me incomoda
Desta maneira, que tens  o direito
De me passar  por fina  peneira
E não me  dizes o que queres,
Me enfraquecendo a vida
Deixando-me em pó
Em  vestígios  de poeira?

Não tem graça nem sabor  a minha vida
Em desventuras  me  afogo
Deixando rastros  de  lutas vãs
Todas   perdidas, não vale nem mesmo
O ar que respiro,   pois  contaminado
Pela minha infelicidade está,
Como uma  erva daninha, o joio
Que brota  para  acabar
Com os frutos que germinam em
Terra sã,  e que separado, deve ficar.
angela soeiro
Enviado por angela soeiro em 10/08/2006
Código do texto: T213034
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
angela soeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
88 textos (3359 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:00)
angela soeiro