Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o altar

sou sozinho
nada devo cobrar dos outros
enxugo meus descaminhos
numa folha de papel
amasso meu desconforto
no meio do pano de prato
já assinei meu contrato
com o fulcro na solidão
carimbo e selos na mão

sou sozinho
que nem o pedaço de sabão
sobre o lavatório do banheiro
vou e abro o chuveiro
deixo de lado o roupão
me escondo no meu pergaminho
onde encontro a amplidão
da mesa da sala de estar
me imolo naquele altar


Rio, 30/09/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 01/10/2006
Reeditado em 31/03/2008
Código do texto: T253458

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:00)