Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FORÇAS OPOSTAS


FORÇAS  OPOSTAS
por Rosa Regis
Natal/RN - 09/02/1999
                 
O Diabo usa artimanhas
Que aos mais fracos apanha!

Mistura de pensamentos
que me causam sofrimentos,
Tulmutuam os sentimentos
de tal forma, mal agüento.

Pensamentos de tal sorte
que me vêm de magote!
E se não me faço de forte
me conduzem até a morte.

São pensamentos macabros
nos quais entrevejo “diabos”
Com tridente, chifres e rabo
acertando-me com “dardos”.

Em seguida, vejo a Cruz,
Símbolo do Amor de Jesus.
E essa visão me induz
a trilhar “caminho de luz”.

E o Amor de Deus vence tudo.
Até mesmo ao Cão chifrudo,
Que nos deixa cego e surdo
com a sua voz de veludo.

Pois o Diabo usa artimanhas
Que só aos mais fracos apanha.

Porém Jesus nos seduz
E nos leva ao “Caminho de Luz”.

Jesus Cristo é o Caminho
da verdade e do amor,
Aonde não há espinhos
só um leve aroma de flor.

Quem confia em Jesus Cristo
não teme nem mesmo a morte,
Pois a morte, decerto, é um visto
do Céu no seu passaporte.

Jesus Cristo é nosso amigo,
Nosso Eterno Protetor.
E se algo não vai bem comigo
uso logo o seu Amor.

E lhe peço logo ajuda,
orientação e paz:
Vinde a mim, Jesus!... Acuda!
E me mostre como se faz.

E Ele vem prontamente!
Atendendo ao meu pedido.
Penetra na minha mente,
em meu coração e meus sentidos

Deixando-me sempre mais crente
do seu “AMOR PERMANENTE”,
do qual sou sempre provido.

Pois Jesus Cristo nos conduz
No Seu Caminho de Luz.

Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 11/10/2006
Código do texto: T262154
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
383 textos (153715 leituras)
1 e-livros (7 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:26)
Rosa Regis

Site do Escritor