Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não exalto a beleza física
Porque é algo transitório,
Efêmero, fugaz, finito!

O tempo, implacável inimigo,
Corrói sem qualquer piedade
Desgasta, maltrata e acaba!

Exalto a beleza da alma
Que prisioneira do corpo,
Almeja a liberdade...

E, ao alcançar o seu objetivo
Sai então do casulo,
Convertendo-se em espírito!

Assim, tão bela, tão luminosa,
Reverbera-se em fagulhas de luz
Imagem resplandecente...

Segue feliz o seu caminho,
Alça vôo feito um passarinho,
Rumo à eternidade...
Ana Joaquina
Enviado por Ana Joaquina em 13/10/2006
Reeditado em 29/03/2008
Código do texto: T263320

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ana Joaquina de Oliveira Cruz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Joaquina
São Luís - Maranhão - Brasil
573 textos (97020 leituras)
1 e-livros (123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:19)
Ana Joaquina