Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRIO DO MEU SER

BRIO DO MEU SER

 
Quem apagará o brio do meu ser?
As páginas do meu livro eu escrevo a ferro e sangue.
O peso de minhas lágrimas está na liberdade que me acompanha,
Chorada, sangrada, mas eternamente minha.
Não desistirei da vontade que me abre o peito
E me conserva vivo.
Circulei por alguns vícios
Como cobra que atravessa por alguns orifícios,
Para descobrir, no meio do túnel ainda,
Que a bondade tem curado meus machucados...

Os meus olhos vão percebendo
O efeito do meu riso nos brios do universo...
E o universo ri de volta aos meus olhos.
 

Walterbrios
1º de outubro de 2005
Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 13/10/2006
Reeditado em 19/10/2006
Código do texto: T263731
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:31)
Walter BRios