Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Colóquio com Deus

Oh cordeiro amado, teus poemas,  vigia-os no  coração,
manso, meigo e temente ao teu misericordioso Criador,
não do Alto, nem do lado, fluo de dentro da tua emoção
no riso sonoro,que peço atentares e ouvires com amor!
 
Como o Pastor eterno, rascunhei e te delineei no molde
mais amoroso com que um pai zela da sua amada prole,
guiando a cada instante teus passos na luz, sem alarde,
na voz do tempo, da paz e esperança na tua boa índole!
 
Nos terríveis desalinhos, que porventura esbarraste,
esmorecendo teus anseios mais íntimos,todos pedoei,
e a tantos erros mais na tua lida missionária,acredita,
purificados todos estarão na fé com  que te abençoei!
 
Não te sintas ínfimo na pequenez do coração singular,
és uma de minhas ovelhas,herdeira de dons d'Encanto,
a mim ungida por anelos do Misitérioso florescimento,
não te cabendo temor,dúvida ou fadiga. Sou o teu Lar!
 
Continua pois, errando,cantando,vivendo e sonhando,
nossos rumos os mesmos, nosso amor o mesmo amor,
nos ligará eternamente, ovelha minha, filha no bando
que andarilha na luz em troca de paz e pureza de flor!
 
Faça teus poemas a mim sorrindo a cada alvorecer,
reverenciando tempestades e percalços que vierem
e nas faces de cada irmão que beijares,verás crescer
a satisfação Paternal por  me sentir beijado também!
 
Santos-SP-17/10/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 17/10/2006
Código do texto: T266855
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:15)
Inês Marucci