Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
no fim da linha


eu demorei tanto pra chegar onde estou
e ainda assim aqui no cume eu limpo a poeira de minhas vistas
era só um
era tão pouco
mas me deu o mesmo trabalho de milhões deles


as coisas que passam em sua cabeça
não são meras projeções da realidade
elas são pestes negras a te seguir
queira você ou não encontrá-las
e você descobre que no mundo são poucos os que gostariam de te seguir

era a única coisa que te esperava
para que se completasse o grande ciclo
continue com seus artesanatos
eles te levarão bem longe daqui
esteja em paz
e não pense em mais nada que te faça chorar

pelos séculos o séculos
nos andamos e cavalgamos com você
é chegada a hora de despertar, nobre homem
é chegada a hora de seus feitos maravilhosos
é chegada a hora de dar a Paz da Nova Era aos homens
e de teu passado abdicar
e de nascer novamente
porque das lágrimas de tua morte,
saciarás a garganta de bilhões...
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 13/11/2006
Código do texto: T289744
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70522 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:34)
Rônaldy Lemos