Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pai e Mãe nossos de cada dia


Pai e Mãe nossos de todo dia
Maria Nogueira Martinelli
(Sapeka)


Pai nosso que se perdeu na mente oclusa do filho ateu,

rega teu sangue no chão de que é feito essa inumação

de sentimentos que reza a pureza do chão que nos deu.

Opróbrio ser a quem chama de filho ante a sublevação


Mãe que carrega no ventre a remissão desse pecado,

abrande seu olhar no infausto ser que renega o pão,

derrame seu leite no chão onde sangue foi semeado,

e de erva daninha e semente frutífera se faça excisão.


Pai que espera o retorno do amor de seus filhos,

recolhe o egoísmo cultivado no ódio ostensivo,

refaça o credo onde os louvores foram banidos.

afaste a semente em que vinga o amor intrujido.


Mãe que cultiva o amor nesse chão castigado

de esperanças perdidas nessa seca do lamaçal,

traga a água benzida desse olhar derramado

de suas lágrimas caídas em torrente seqüencial.



Pai e mãe que oram por nós desde o ontem,

não desviem o olhar dos seus filhos do agora,

nos conduzam em caminhos que apontem

a futura esperança que o hoje tanto demora




Sapeka
Enviado por Sapeka em 01/12/2006
Código do texto: T306675
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sapeka
Santos - São Paulo - Brasil
122 textos (5168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:35)
Sapeka