Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU ESCUDO

Eu sou o escudo humano
pra morrer por sua vida
depois de mim, procure abrigo
fuja do conflito...Viva!
Não ore por mim, pense em melhor futuro
escolhi ser seu escudo... E fim...
Logo atrás do meu corpo há alguém para viver...
De que vale um escudo morto?
Dou minha vida pela paz
na guerra do nunca mais...
Viver, sobreviver, é sublime
e eu que fui seu escudo
imploro pra que faça tudo
que o humano amor redime...
Se você se mantém vivo
no cosmo onde estou, ativo
serei o outro lado do muro.
Com o lábaro vejo no escuro
raio ultra-violeta estelar...
Eu era um homem bem feliz
escudo vivo por um triz
no meu desejo de amar...
Não sei quantas vidas guardei
Se uma, duas ou três...
Faça algo para ter sentido
o último momento que hei vivido,
faça tudo para sobreviver
e a violência vai perder!
O Mundo merece a Terra
livre do horror da guerra.
O símbolo do sacrifício
tem força de armistício
e pode levar tréguas
a infinitas léguas...
Nasci durante a 2ª guerra
o genocídio que encerra
maldade, ambição, loucura...
Conheci a guerra fria
lutei contra a hipocrisia
misto de dor e amargura...
Nem covarde, nem valente,
meu corpo-escudo ardente
fez muita gente chorar...
Cometi tanto pecado
no amor exacerbado
que cansei de alimentar...
Mas meu momento chegou
e tudo enfim se transformou
pra que eu pudesse encontrar
uma forma de lhe proteger
fazendo escudo do meu ser
pra o meu amor sublimar...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 05/07/2005
Código do texto: T31174

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272482 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:00)
Ricardo De Benedictis