Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLAMOR POÉTICO... á stellamaris.


Clamor poético...

Pai que possa eu versar em teu nome.
 Ferramentas deste-me, e bom uso farei!
Clareai os olhos que a mim lêem.
 Senhor do universo! Arquiteto do orbe...
Que possa eu semear AMOR...
Nas alvoradas por mim vislumbradas.

Louvando seu nome mesmo tachado de nada
 Que meus ouvidos se fechem as críticas
Que minha boca não profira lamentos...
Que eu abençoe em seu nome Todos os algozes,
 Que a ti perseguem...

Que seus olhos benevolentes
Reflitam nos meus! PAI de infinita bondade,
 Para que eu não veja nuvens nos filhos seus.
Que a chama da misericórdia Flame
 Nos corações dos poetas
 Que possamos nós, poetar em seu nome.

Pai... Que as estrelas do universo, iluminem
Esta nação, que a chama violeta da liberdade
Purifique BRASILIA, e os que chegarem ao
Poder legislem em seu nome...Que o AMOR ao próximo
E a dignidade sejam a máxima...

PAI... Que cada homem e criança que aqui
Encarnou, não se deixem levar pelo consciente
Coletivo, que outras canções ecoem, para
Que possamos vivenciar a grande FRATERNIDADE.
Que se faça a LIBERDADE IGUALDADE nesta
Pátria...

PAI... Use minhas mãos, que elas afaguem
Os que de ti tem fome. Que seja eu usada,
 Em todas as frentes. Que o meu corpo causal
Reflita suas cores, que minha voz seja audível
Ao clamar teu nome...


EU SOU UM SER DE FOGO VIOLETA EU SOU A PUREZA QUE DEUS DESEJA.

Deth Haak
28/07/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 27/07/2005
Código do texto: T38063
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65347 leituras)
50 áudios (9715 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:13)
Deth Haak