Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A criança

Vez que coisa pura
Criança sadia
Matéria ainda bruta
De futura vida.

Olha como brinca
Inocente menina
Que a tristeza trinca
Com molecagem feminina

Nela não há macula
Não há dor
Nem palavras
Nem amargo sabor

A infância a cobre
Com seu manto
Que nada sofre
Em sonífero canto.
Gustavo Fernandes
Enviado por Gustavo Fernandes em 12/10/2005
Código do texto: T59080
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Fernandes
Olinda - Pernambuco - Brasil, 34 anos
55 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:22)
Gustavo Fernandes