Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHAS NOITES:


Minhas noites:


Às vezes ando.
Pelas ruas da cidade.
Não sei, o que procuro.
Mas algo espera encontrar.
Pelas ruas escuras me escondo.
Porque eu não sei dizer.
Talvez não queira ser visto por alguém.
Que também procure o mesmo que eu.
Minhas noites são longas.
Fazem-me questionar se estou certo.
Nesta peregrinação que faço.
Quando minhas noites, chega ao fim.
Estou cansado, já sem forças para seguir.
Em um canto qualquer, eu durmo.
Sonhos povoam, meu sono.
Mostram-me, os caminhos por onde passei.
Como, se quisesse me mostrar algo.
Que por algum motivo, eu deixei de ver.
A noite chega, eu volto para rua.
Tudo igual, não vê mudanças.
As mesmas casas, as mesmas pessoas.
Mas hoje sinto, algo diferente no ar.
Então vejo, no outro lado da rua.
Aquele homem, que para mim acenava.
E pedia para que eu me aproximasse.
Caminhei para ele, que me abraçou e disse.
Eu vim saber porque procuravas por mim.
Chorei de emoção, porque enfim compreendi.
Eu procurava, por uma mão amiga.
Eu procurava, por Deus!

Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 01/11/2005
Código do texto: T65927
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147467 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:36)
Volnei Rijo Braga