Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perturba Ação

   
O frio que lhe vem como açoite
e no escuro, sem graça, da noite,
perturba até seu pensar.

A fome sorrindo lhe acena,
e ri, imitando a hiena,
testando o seu suportar.

Com lágrimas rolando na face,
pergunta:
- Por que, meu Deus, a dor nasce?
E tenta o seu choro calar.

Isto é vida? Pergunta, gritando
a alguém que caminha apressado.
Levanta, quase não se agüentando,
mas cai de volta ao solo molhado.

Pra ele, até a chuva é inimiga
e seu dever é apenas molhar.

Sofrendo, não percebe
quando a Luz vem lhe visitar,
fazendo seu viver clarear:

Eu quero, eu vou estudar.
Ajude-me meu Deus, por favor.
Ensina-me o mistério da dor,
só assim... eu consigo atinar.

Invisível ao olhar
e tomando-o nos braços a falar:
- Estude, aprenda e ensine, diz Deus,
o mistério da Dor...
está no Amar.




Poeta Devany
Enviado por Poeta Devany em 03/11/2005
Código do texto: T66956

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Devany
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
56 textos (3312 leituras)
3 áudios (184 audições)
1 e-livros (29 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:02)
Poeta Devany