Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSENSATEZ



Quanta insensatez ouvimos das igrejas.
Tentando  dominar o pobre ser vivente.

A quanta insensatez estamos obrigados,
temos que nos curvar a toda exploração,
ficar ajoelhados.

Em quanta insensatez nos fizeram acreditar!
pregaram Deus na cruz e o mantêm cativo,
para nos dominar.

Em quanta insensatez nos fizeram crer,
diante de promessas de toda natureza.

Perante a  insensatez dos homens
Deus se curva como se fosse escravo.
Sujeita-se à morte, fica preso à cruz,
preso que é, por cravos.

Quanta insensatez Fizeram Deus falar
e prometer o céu a homens cativos
à obediência cega, sem poder reclamar.

Deus passou a ser nada salvador,
apenas um feitor
que trouxe o sofrimento,
esqueceu o amor.

Em quanta estupidez o homem acredita!
Perdeu o seu valor, deixou de pesquisar,
escravo se tornou.

A fúria dos prosélitos não tem limites.
Escraviza homens, usando do saber
E os mantêm como gado, presos em currais,
que ousaram armar,
para aprisionar.

O cristo, um coitado, é sempre explorado
ao ser crucificado.

O fim almejado seria ensinar.

Torceram todos os fatos,
criaram o sacrifício como salvação.

O Cristo todo dia é crucificado,
sempre explorado.

Servem-se do seu sangue,
sem nenhum pudor.
Mudaram o sentido,
já não falam do AMOR




07/01/05 – VEM -

Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 24/10/2007
Reeditado em 15/08/2008
Código do texto: T708475
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (112336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:22)
Vanderleis Maia