Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...SOU ASSIM...

...SOU ASSIM...
 
...Ando na harmonia do meu caos
Com o choro da dor e da alegria
Que a vida me brinda nossa estrada
Finda com  com a sombra de ontem
E o despertar da manhã bem vinda
 
Amo
Como talvez não devesse amar
mas como um barqueiro diante do mar
Com sua cor, perigos e devaneios
Como não me maravilhar
 
Canto
Uma canção, quase unissone
como um pequeno com fome
atráz da luz
que nos conduz
Me virando as costas
Para a treva
Que um dia sempre some
 
Enfim sou assim
Do que sou
E o que esta dentro de mim
Com meu coração
Seguindo a eterna canção
Do amor que não tem fim...
Aluísio Bórden
Enviado por Aluísio Bórden em 01/11/2007
Código do texto: T719181

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluísio Bórden
Teresina - Piauí - Brasil, 43 anos
232 textos (10522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:16)