Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO ESTOU SÓ

NÃO ESTOU SÓ
Alguém está comigo, eu sei,
Mas não sei se me quer bem,
Talvez, nem me queira mal,
Mas com certeza, não estou só,
Contudo, não vejo ninguém,
Tento me livrar, mas está aí,
Esta sensação me põe para baixo,
Acorrentando-me à frustrações.
Como saber se realmente é fato
ou fruto do meu inconsciente,
Não sei, não sinto perfumes,
mas um cheiro me envolve a razão,
É um forte cheiro de fim próximo.
Quem está comigo, não tem abrigo,
Não tem norte, faz de mim o seu esteio,
Me deixa infeliz e me tira o meio.
E como posso reagir sem os caminhos,
Como posso ser eu, tão dividido,
Entregue a devaneios ciclotímicos
Das incertezas que não são minhas.
Oh! Meu Deus! Qual o destino?
Tirai da minha sombra este intruso,
Perdido, sem rumo e inconsciente.
Sem a vossa intervenção, não tenho paz,
Sou frágil para suportar as provações
Daquilo que não conheço....padeço.
Vivo em companhia do abstrato,
Onde dois em um retrato,
A imagem é de um só rosto.
Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 07/11/2007
Código do texto: T727763
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 60 anos
151 textos (14625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 22:13)
Beto Pupo