Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pai

Devany A. Silva


Pai, que estais sempre a me cuidar,
ensina-me a melhor andar.
A só correr quando realmente precisar
e a examinar o que estou a pensar,
para não vacilar.

Ensina-me:
Que não devo esquecer de lembrar,
ao levantar e ao deitar,
que estou nesse chão para respirar
e aprender a melhor me comportar.

Também me ensina como se faz
para ser capaz de fazer a Paz.
Que para ser maior
tem que ser melhor.

Diante de dificuldades, do objetivo não me desviar.
Que ter amigos é conseguir melhor respirar.
Que ter filhos para criar
é ter chance de através dos filhos se melhorar.

É o filho, sempre e sempre respeitar,
mesmo que se tenha, em algum momento,
que deixar o filho sozinho se virar
para melhorar.
Nesse momento, o Pai, mesmo de longe
sempre está, o filho a vigiar.

Pai é Pai.
Igual ao filho,
um Pai também não quer errar
mesmo quando está a se viciar.
A ato de um filho educar,
é ser firme quando precisar
e amolecer quando o coração
mais alto falar e cuidar para não deixar
o coração tagarelar.

É saber a hora de abraçar,
de repreender e de apoiar.
Porém, estar sempre o filho a olhar
e lembrando também de se vigiar.

Quem segura firme na mão de um Pai
por tortuosos caminhos não vai.
Mesmo quem nunca conviveu
ou conheceu seu Pai,
segurando em uma mão firme, não cai.

(do livro ALGUNS VERSOS, TALVES POESIAS... - Devany A. Silva)
Poeta Devany
Enviado por Poeta Devany em 18/11/2005
Reeditado em 10/08/2007
Código do texto: T73125

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Devany
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
56 textos (3312 leituras)
3 áudios (184 audições)
1 e-livros (29 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:41)
Poeta Devany