Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUA E CRUA


A poesia tem salvo conduto
Condutora, ela é pura!
É arte! Transcende!

Dizem que pensar é transgredir.
Certo! Nada mais limpo. Humano!
Que o coração do poeta gritando.

Se o poema nasce com regra...
Não nasce, padece no ventre.
Ou morre ali...mais à frente.

O poema tem que ser livre
Não é versículo bíblico
É o grito de amor desesperado

Que se dá, sem cuidado...
Para entrar como oxigênio no sangue,
No corpo e n’alma dos apaixonados

Se ele for cerceado, censurado
Por moralistas desinformados
Os versos murcham, morrem, matam!

Como mataram o menino arrastado.
Covardes, esquecidos do amor...
Vocês são os profetas do ódio

O mesmo que vive escondido
No coração desumano dos criminosos.
Que esquecidos do amor...condenam

O que há de mais belo: a sensibilidade!
De saber que nascemos para criar
É aqui que mora a vida, a felicidade...

Poder se expressar quando a dor,
O desamor, a selvageria, a barbárie
Quer tomar o lugar da Paz.

Vamos conjugar o verbo AMAR?!

Hildebrando Menezes
Veja o poema em vídeo
Nua e Crua
http://www.youtube.com/watch?v=Tc5LZSyXknk
Navegando Amor
Enviado por Navegando Amor em 07/12/2007
Código do texto: T768480
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Navegando Amor
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2059 textos (83516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:49)
Navegando Amor