Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSOS DE PENSAMENTOS

Dizes que não te importas
Com as armadilhas da vida,
Encontraste a porta d’entrada
Agora não achas a de saída.
1
Precisamos estar alertas
Na estrada desconhecida,
Senão seremos qual pedra
No precipício caída.
2
Só depois de estabacados,
Lembramos de recorrer
Ao homem de Nazaré
Que não nos deixa morrer.
3
A vida é um sopro de brisa,
Por que tanto desmando
Devemos guardar o ouro
Do viver sempre amando,
4
Pois só o amor, meu amigo,
Traz ao mundo sabedoria,
Faz o homem se transformar
Num poço de alegria.
5
Enquanto aguardamos a ida
Sigamos a estrada certa
Dos ensinamentos de Cristo,
Porta d’escape sempre aberta
6
Cingida de branca luz,
Vinda da grande fraternidade,
Chefiada pelo mestre Jesus,
O guardião da verdade.

03/04/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 03/04/2005
Código do texto: T9417

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343147 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:57)
Maria Hilda de Jesus Alão