Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOTAS NA MARGEM DO SALMO XXIII

Contra os lobos defenderei a casa
de meu Pai, as minhas ovelhas
contra o raio que se esconde
entre as nuvens, por detrás das árvores,
as suas crias serão um só balido,
e quando o frio ranger os ossos
não lhes faltará o lume,
defenderei os pastos e as raízes
das torrentes que partem depois
num rio profundo,
defenderei a casa de meu Pai
contra o vento
que no céu arrasta o trovão,
não lhe faltará nunca
o apaziguamento e as paredes
serão tranquilas.



João Tomaz Parreira
Enviado por João Tomaz Parreira em 09/04/2006
Código do texto: T136222
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Tomaz Parreira
Portugal, 69 anos
14 textos (761 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:59)
João Tomaz Parreira