Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EIS QUE ESTOU A PORTA .


HINO N°-129
Letra e Música de: Manoel Lúcio de Medeiros.
Fortaleza, 15/Fevereiro /1990.
Inspirado em Apocalipse 3:20.

Eis que eu estou, a porta e bato,
Eis que eu estou, a porta e bato,
Eis que eu estou, a porta e bato,
Se alguém ouvir a minha voz,
Se alguém ouvir a minha voz,
Se alguém ouvir a minha voz,
Entrarei em sua casa.


E cearei, com ele e ele comigo,
E cearei, com ele e ele comigo,
E cearei, com ele e ele comigo,
Se abrir a sua porta.


Eis que eu estou, a porta e bato,
Eis que eu estou, a porta e bato,
Eis que eu estou, a porta e bato,
Se alguém ouvir a minha voz,
Se alguém ouvir a minha voz,
Se alguém ouvir a minha voz,
Entrarei em sua casa.

E cearei, com ele e ele comigo,
E cearei, com ele e ele comigo,
E cearei, com ele e ele comigo,
Se abrir a sua porta.



Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 28/10/2006
Código do texto: T275617
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16877 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:16)
Malume