Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRAZEI O DÍZIMO.

HINO - 165
De. Manoel Lúcio de Medeiros.
Fortaleza, 05/novembro/2006.

Coro.
Trazei o dízimo à casa do tesouro,
Pois do Senhor é a prata e o ouro,
Não deixa o gafanhoto vir te devorar,
Entrega tudo o que pertence ao altar.
1
Trazei o dízimo à casa do tesouro,
Foi o Senhor, que mandou, vamos cumprir,
Para que haja o sustento em sua casa,
Sua obra é santa, nós devemos construir!
2
Trazei o dízimo à casa do tesouro,
Que as janelas dos céus irão se abrir
Toda doença, enfermidade, irá embora,
Quando pra Deus, começas contribuir.

3
Trazei o dízimos à casa do tesouro,
E me provai, nisto, pois diz o Senhor,
Se eu não trouxer bênçãos sobre tua vida,
E não te der o melhor pra te suprir!
4
Trazei os dízimos à casa do tesouro,
E os teus celeiros se encherão diz o Senhor,
Quando servimos com os bens da nossa fazenda,
A nossa renda nada pode destruir!
5
Trazei o dízimos à casa do tesouro,
Pois o Senhor hoje te quer te abençoar,
Verás tua vida, se encher do bom azeite,
E o deleite da benção vai se cumprir!
6
Trazei o dízimo à casa do tesouro,
Há recompensa pra quem dá de coração,
Deus vai te dar, o melhor fruto da terra,
Na tua mesa, jamais faltará o pão!
7
Trazei o dízimo à casa do tesouro,
Pois ricas bênçãos, o senhor vai ter entregar,
E quem não confia, pois na sua promessa,
Deus se apressa, e cedo irá cobrar!


Direitos autorais reservados.


Malume
Enviado por Malume em 06/11/2006
Código do texto: T283869
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:41)
Malume