Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ARREPENDIDO

Meu Deus, sem ti a vida não tem graça.
Não consigo escapar dos delírios.
Sou um escravo do vício no vermelho.
Sem esperança, nas garras da besta.

Oh! tenho saudade de suas graças,
que esquentavam minhas veias frias.
Traziam paz nas noites e nos dias.

Estou caído em melancolia,
meu sentimento vira poesia.
Perambulando sem destino e a toa,
sem paz ou alegria,
me sinto como uma pena de ganso
sendo levada pela ventania.

Meu Deus, preciso da tua graça

Quero te adorar, Deus, me dê graças
Dai-me forças, também sabedoria,
me aqueças na noite, também no dia.
Te neguei e arrependido te procuro.
Volte a ser a luz que me guia no escuro.
Estou ajoelhado no banco da praça,
um desviado implorando sua graça.
ICC Junior
Enviado por ICC Junior em 01/10/2005
Código do texto: T55436
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ICC Junior
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 30 anos
21 textos (2499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:34)
ICC Junior