Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DISCURSOS DE JÓ EM VERSOS POÉTICOS. CAP. 26.


Ao que não tem forças como tens ajudado,
E sustentado o braço que não tem vigor!
Ao que não tem sabedoria, como tens aconselhado
E plenamente tens revelado o verdadeiro conhecimento.

Para quem proferiste palavras?
E de quem é o espírito que saiu de ti?
Os mortos tremem debaixo das águas,
Com os que habitam ali?

Está nu perante Deus o sheol,
E para o abadon não há coberta.
Sobre o vazio Ele estende o norte;
Estende a terra sobre o nada.

Com suas densas nuvens prende as águas,
E debaixo delas não se rasga a nuvem.
Encobre do seu trono a face,
E sobre ele estende a nuvem sua.

Sobre a face das águas, marcou um limite circular,
Onde a luz e as trevas se confinam.
Do céu tremem os pilares,
E da sua ameaça se espantam.

Fez sossegar o mar com o seu poder,
E abateu a Raabe com o seu entendimento.
Pelo seu sopro ornou o céu;
A sua mão traspassou a veloz serpente.

Eis que todas essas coisas são apenas
As orlas dos seus caminhos;
Mas o trovão do seu poder, quem o poderá entender?
E quão pequeno é o sussurro que dele ouvimos.
oliprest
Enviado por oliprest em 06/11/2007
Código do texto: T725615
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
1912 textos (176137 leituras)
245 áudios (2455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:20)
oliprest

Site do Escritor