Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FILHO PRÓDIGO

Um dia te conheci e te amei,
mais me deixei seduzir pelas classificações do mundo.
Caindo nas tentações das vaidades
e me afastei do teu primeiro amor
do teu abraço de luz
e de toda a tua verdade.

Vivi algum tempo, me enganando e pensei que era feliz,
entre o prazer pela matéria e as faces da fantasia.
Obtendo informações sobre todo tipo de sensualidade...
mais ainda assim, me sentia vazio,
impuro e sem harmonia, distante de minha verdadeira identidade.

E como andarilho do destino senti o meu coração batendo, somente por bater.
Vi também, meus sonhos imprecisos na platéia de fragmentos solitários
e a minha canção visitou os abismos insondáveis
e o que mais necessitei deixei ficar em secundário.

Então, comecei a pensar no meu passado,
percebendo o quanto cair na alma e no coração.
E os meus olhos pesaram em lágrimas,
porque a minha forma se encontrava exausta e perdida
no vale extenso de uma bruta ilusão.

Eu estava murchando como uma flor
antes de se intumescer para o fruto.
Estava caminhando pela noite da vida
sem a paz necessária, sem rumo
e lembrei-me de ti, do teu carinho de pai
do teu amor suave, eterno e profundo.

E resolvi voltar para o teu primeiro amor
como um filho pródigo, como uma ovelha resgatada.
Te necessito para que me faças feliz outra vez
e não tenho palavras para expressar a tua grandeza,
o teu poder e a tua solidez.
Apenas te peço,
para que me perdoe e me aceite em teus braços de novo.
Perdoe-me, por ter sido fraco, cego e inconsequente,
mas de hoje em diante o glorificarei e jamais o abandonarei
Senhor dos Exércitos, pai amado, pacificador de corações e de mentes!
     
Fim desta, Cristina Maria O. S. S. - Akeza.
Akeza
Enviado por Akeza em 18/12/2005
Reeditado em 04/06/2013
Código do texto: T87635
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 55 anos
2367 textos (403111 leituras)
59 áudios (107990 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:27)
Akeza