Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Capitu

CAPITU
Hoje, como sempre, tenho o meu coração
batendo perto do mar.
Esqueço os meus olhos na ondulação
ao ritmo da vida.
As mulheres com quem casei por amor
são hoje os nossos filhos.
Quando me aproximo da minha idade
começo a sonhar a infância.
Hoje procuro uma saudade capaz em paz
de sobreviver à vida.
Tudo o que diria ao meu povo é o amor
da nossa liberdade.
É quando dou conta de ter só já para dar
algo que perdi.
A maior liberdade é a do sonho e esse...
procuro-o nas ondas!


{http://portalliteral.terra.com.br/
De lá retirei este exercício - na Oficina Poética - Aula 2:

3) Monólogo dramático:
Escolha um desses personagens abaixo citados e faça-o falar no poema:

CAPITU
RASKOLNIKOFF
SUPER-HOMEM
WOLVERINE
JOANA D'ARC
BRECHT
CHE GUEVARA
CARMEM MIRANDA
HAMLET

ou qualquer um que você queira... Mas faça-o falar, tenha o prazer de ser por um momento o "autor" da fala dessas figuras.
Carlito Azevedo  - 10/01/2006

A poesia é o meu Evangelho, sigo sempre o seu (dis)curso!...}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 11/01/2006
Código do texto: T97096
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310487 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:13)
Francisco Coimbra