CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Poema da Infância

Correr de rolimã
 Pelas ruas da cidade.
 Tornar estátua no quintal,
  Pra espantar passarinho,
  Andar de perna de pau,
   Nas horas de folguedos,
    Brincar de passa anel,
     Esconde, queimada, ratinho...
      Pular amarelinha,
       Jogando a casca no chão,
        Criar novos brinquedos
         Usar a imaginação.
          Equilibrar os porquinhos,
           De arroz, milho, feijão
            Jogar os cinco bem altos.
             Para cair no dorso da mão.
              Olhar para as nuvens,
                Como chumaços de algodão
                 Deitado na grama do jardim,
                  Para ver flutuando, encantado,
                   Carneiro, elefante, pavão...
Ana Marly de Oliveira Jacobino
Enviado por Ana Marly de Oliveira Jacobino em 05/05/2009
Código do texto: T1578095

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Ana Marly de Oliveira Jacobino
Piracicaba - São Paulo - Brasil
1795 textos (134418 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/14 00:41)