Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A criança 2.000...




              Há crianças...entre nós..hoje?
              Na essência da palavra...não.
              Na inocência verdadeira.não.
              No biológico precoce...não.
              A criança está sendo dizimada..
              Desconstruída...pelo apelo da malícia..
              Desanimada pela utópica mentira..
              De que o mundo evolui cada vez mais..
              E a sociedade, que na saciedade..
              Nos dilacera...torna a criança..mais velha..
              e rareada demais....criança..esperança..
              Criança...futuro incerto..adulto tão descomecto...
              querendo voar...num vôo rarefeito e muito..
              imperfeito..tão cheio de erros...e poucos acertos...num mundo irreal.
               Cadê....a criança...brincando de pique...com a bola de gude nas mãos inocentes...hoje...ela está doente...e nas mãos tem bem presente...as dores...sem cores...do mundo vigente.
               Teu mundo transita...na obrigação ...da digitação...e da cibernética...das siliconadas..tecnologias..chamadas de última geração...que abafam teus sonhos...tuas fantasias...te ludibriando...com falsas visões...futuro infecundo..pra tantos pequenos....adultos/crianças de armas nas mãos...procuram o vício...esquecendo o princípio...que a família...tem que os doar...e então as "crianças", tão mini-adultas...se tornam robóticas no caos...em ação...            
Valéria Guerra
Enviado por Valéria Guerra em 19/06/2006
Código do texto: T178627
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Guerra
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3300 textos (112313 leituras)
195 áudios (9271 audições)
3 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:54)
Valéria Guerra