Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina-Moça

Menina-moça

Menina inquieta
Cadê a boneca
Que o papai lhe deu
Naquele Natal
Onde a escondeu?

Menina sapeca
Cadê a peteca
De couro curtido
Da cor do vestido
Tal qual arco-íris?

Menina dengosa
Cadê o sorriso
Aberto, disperso
Na face graciosa
Que inspira o verso?

Menina bonita
Cadê sua fita
De seda bordada
Que enfeita os cabelos
De mechas douradas?

Menina airosa
Cadê o vestido
De renda escocesa
Da cor de uma rosa
Com fita francesa?

Menina cheirosa
Cadê a loção
De aroma gostoso
Que exala da mão
Num gesto vaidoso?

Menina crescida
Cadê os brinquedos
Que não os vejo
Desde muito cedo
Já não brinca mais?

Deixou a boneca
Também a peteca
E os outros folguedos
Diz, então, menina,
Qual é seu brinquedo?

Agora, menina
Por que não se atina
Com a realidade
Do tempo em que vive
E diz a verdade?

O novo brinquedo
Que chega mais cedo
Não é um presente
Nem algo perfeito
Que nasce no peito.

E a menina fala
Desse novo brinquedo
Que mexe com a alma
Que causa enlevo
E faz perder a calma.

E o novo brinquedo
Diverso dos outros
É de carne e osso
Que às vezes dá medo
Mas é um colosso!
Mena
Enviado por Mena em 10/08/2006
Reeditado em 10/08/2006
Código do texto: T213091

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (113493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:47)
Mena