Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Diário



 
                                                           (Estrada Humana – Otávio Costa)
                                                             
Meu diário
Tenho apenas oito aninhos
E já comecei a sonhar
Sonho sempre com a paz
Para mim ela é a janelinha do meu quarto
Quando abro, vejo flores, vejo o sol
Vejo o céu, vejo as nuvens,
Os passarinhos a cantar, vejo árvores
Vejo o verde, vejo a felicidade no ar
Queria ser gente grande para a guerra acabar
Queria que todos tivessem uma janelinha
Para os que não tivessem eu abriria uma
Assim, todos viriam o que eu vejo
E sentiriam o que eu sinto
Podia ser janela simples mesmo
Com madeira sem trabalhar
Contanto que fossem janelas
Pois ela é o símbolo da paz
Só meu diarinho querido que eu
Estou triste ...
... papai construiu um muro bem
Em frente da minha janelinha
- Para que servem os muros meu diarinho?
Estrada Humana
Enviado por Estrada Humana em 17/08/2006
Reeditado em 20/08/2006
Código do texto: T218887

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Estrada Humana
Serrinha - Bahia - Brasil
126 textos (15284 leituras)
16 e-livros (1532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:18)
Estrada Humana