Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu cavalinho

Upa...Upa...Cavalinho.
Meu cavalinho de pau
Meu antigo brinquedo
Que eu brincava quando criança.
E, eu me sentia feliz.
Pois, tinha com que brincar.
Meu cavalinho era apenas,
Um velho cabo de vassoura
Cabeça não tinha
As rédeas era um barbante
E a imaginação fazia o resto
Ás vezes mamãe bronqueava
Pois meu cavalinho era.
O cabo de sua vassoura
Que usava para varrer o pátio
Mas, mesmo assim era, meu cavalinho.
Companheiro de jornadas
Pelas invernadas da vida
Levando por diante,
Tropas de imaginação,
Ao ouvir meu grito, mamãe corria.
Para receber este tropeiro sonhador
Com lagrimas nos olhos
E um lenço na mão saudava.
Seu filho que chegava
De mais uma tropeada da vida
Corria pra mim, e me beijava.
Sorrindo pegava meu cavalinho.
Para o celeiro levava
Em tom de brincadeira gritava,
Upa...Upa...Cavalinho.
A tua jornada por hoje acabou
Hoje eu já sou adulto,
E pelas jornadas da vida
Carrego tropas de saudades.

.                                  Volnei R.Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 09/06/2005
Código do texto: T23251
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147475 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:11)
Volnei Rijo Braga