Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fiel Soldado

Na praia,
brinco com areia
baldinho na mão
pá e enxadinha na outra.
 
a água vem e vai
e salgada espuma traz
me rolo e me enrolo
ih! lá vem mamãe
 
logo me chamar a atenção
o boné caiu no chão
agora sumiu meu martelo
e, puxa! lá se foi meu castelo!
 
 
sorrio matreiro,
pois faço outro logo, com gosto
começar de novo,
ando sempre disposto!
 
como o mar nesse imenso azul
e eu a fitar...
me perco em mim
fico distraído assim...


sol quente, me faz feliz,
mas, me queima o nariz!
vou logo tudo pegar,
antes da mamãe chegar...
 
(de novo,  lá vem ela me atazanar...)
 
E entre esse vai e vem
a mãe da gente não se contém...
fica olhando tudo,
não se esquece de mim, um só minuto
 
fica vigiando
como soldado no quartel
e eu não sei o que fazer
para ela me esquecer.
 
Quando será que ela vai parar?
Sou pequenino, mas já ouvi falar...
"Mãe não acha que crescemos
Jamais!"
 
02/07/01
Rosy Beltrão
Enviado por Rosy Beltrão em 30/11/2004
Código do texto: T367
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosy Beltrão
Estados Unidos, 62 anos
155 textos (31304 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 20:47)
Rosy Beltrão