Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

meus dias de criança



Ser criança...
E ser puro e inocente
E não pensar com maldade
Apenas brincar com a imaginação
Fantasiar suas brincadeiras,
Infantis, mas verdadeiras e puras.
Do cavalinho de pau, a velha bola de meia.
Pular corda, ou brincar de pega-pega.
O telefone de latinha, e o carrinho de ladeira.
Fazem parte de nossa infância,
Que recordaremos com carinho
Nossa primeira turma de escola
Embora os anos passem, ficam lembranças.
Dos anos dourados, de nossa juventude.
Dos primeiros amiguinhos
A primeira namoradinha, talvez o primeiro amor.
A primeira impressão que fica,
É aquela que guardamos, em nossos corações.
O primeiro beijo, dado com inocência.
O primeiro carinho, o primeiro pegar de mão.
Quando vermelho ficamos,
Pela primeira vez, sentimos vergonha.
Vergonha de nossa timidez,
Vergonha por sermos crianças.
Vergonha pelo primeiro beijo,
mas, este beijo será, uma lembrança eterna.
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 23/07/2005
Código do texto: T36921
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147477 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:44)
Volnei Rijo Braga