Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O trevo

(é uma lebre falando com a coruja...)

Sabe, Aninha (a Coruja), eu fui dar uma voltinha
para procurar um trevo, lá perto do brejo.
Andei, corri e pulei.
Passou por mim  uma borboleta
que disse que conhecia um lugar
que tinha várias  plantas
mas, não sabia se existiam mais trevos assim...
Ela me contou também,
que os homens estavam jogando lixo nos rios
e estavam desmatando em volta do pequeno riacho
e  que lá na nascente a coisa andava terrível.
Ali conversando, senti uma tristeza tão grande...
Ouvindo nossa conversa, o esquilo disse:
Não se desanimem não, porque eu vi outro dia,
ninguém me contou não,
eu vi com esses olhos disse ele,  entre uma mordidinha
e outra em um pedacinho de coquinho que tinha ente as mãozinhas
e o rabo enorme enrolado para cima:
-"Vi uma professora com muitos alunos pequeninos,
estavam todos a coletar o lixo lá da nascente".
O tucano que estava perto da Serafina (a cobra)
disse em tom sério: "- No outro dia vi um velhinho
dizendo a seus netos: Meus queridos,
eu desmantei muitas árvores
mas, hoje trago vocês para uma nova empreitada,
vamos  é plantar estas mudinhas que fiz!
É... parece que tudo está a mudar!
Sorrindo com a nova possibilidade
pus-me a caminho do lugar indicado.
Que lindo!
Minha surpresa foi grande pois,
a nascente borbulhava em vários tons de azul,
verde claro e a transparência era brilhante.
Tão clara e límpida que podia-se  ver os peixinhos
ainda pequeninos no seu berço de algas.
Fiquei encantada e foi quando olhei ao redor e vi um montinho, bem verdinho de trevos
e trouxe logo um monte para você.

Rosy Beltrão
14/04/03 11:36 h
















Rosy Beltrão
Enviado por Rosy Beltrão em 30/11/2004
Código do texto: T375
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosy Beltrão
Estados Unidos, 62 anos
155 textos (31369 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 21:00)
Rosy Beltrão