Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROFESSORINHA

Ainda me lembro daquela professorinha
que entrava na sala sorrindo
 falando sempre a mesma ladainha
 como que a declamar um versinho.

Aquilo sim era sacerdócio
aguentava toda malcriação
pelo bem de seu ofício
e mal ganhava para o pão

Sempre carinhosa
ensinava a taboada
ensinava  a prosa
fazia a conjugação

Sabia ser severa
mas nao perdia a ternura
era exigente sem perder a classe
conservava a alma pura.

Saudade daquela professora
que ajudou na formação
deu-me um rumo na vida
ensinando-me a oração.

Se hoje escrevo
fui por ela ensinado
doava-se sem medo
como um sonho realizado.






luiz fernando costa daher
Enviado por luiz fernando costa daher em 14/10/2005
Reeditado em 22/10/2005
Código do texto: T59716
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz fernando costa daher
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 54 anos
325 textos (50397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:50)
luiz fernando costa daher