Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESDITA

Da janela eu vejo
A menina chegar
Com laço de fita
E um cheiro no ar.

Abro a porta correndo
Um bombom vou lhe dar
Não sei o que dizer
Começo a gaguejar.

Abro então um sorriso
Já ensaio um verso
Vem chegando um esperto
Pra menina roubar.

Fico aflito e vermelho
Uma palavra não digo
Ela está indo embora
Com o meu inimigo.

De mãos dadas eu vejo
Os dois a se afastar
Eu em pé  na calçada
Como um bobo a olhar.

O papel do bombom
Jogado na pista
Testemunha ocular
Da minha desdita.
FATIMA MOTA
Enviado por FATIMA MOTA em 31/10/2007
Reeditado em 19/11/2011
Código do texto: T718202

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fatima Mota ou FMott@). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
FATIMA MOTA
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
1347 textos (97159 leituras)
7 e-livros (425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 14:11)
FATIMA MOTA