Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"BODAS DE OURO"

A vertigem que tu deste
quando na Igreja eu vi,
tu já vestida de noiva
quando ia repetir
o que o padre falava,
jurando que me amava
vi nos meus braços cair.

Contente por ser só minha
estava eu ali, todo eufórico,
com duas alianças no bolso
lembrando hoje, até choro,
quando tu disseste sim,
disse olhando prá mim
até hoje eu te namoro.

De braços dados saimos
daquela humilde capela,
ora ela olhava prá mim
ora eu olhava prá ela;
O beijo mais demorado
foi o beijo que eu dei nela.

Hoje de cílios caídos
os lábios já enrugados,
quando me recordo sinto
descer o pranto molhado...
minha querida, eu te amo!
Nós somos dois felizardos.



Obrigado por comentar, visitem o meu flog.
www.flogao.com.br/poetaromantico10
um carinhoso abraço para cada um que aqui
passar, e ao sair, Deus o acompanhe.
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 03/02/2006
Reeditado em 08/02/2006
Código do texto: T107538
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257197 leituras)
185 áudios (36330 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:32)
Antonio Hugo

Site do Escritor