Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema de um Cativo


Negros Filhos da Terra escutem a minha voz
Venho dizer que sofremos de mais por um
simples erro o de nascer negro, o de ser diferente
dos nossos senhores dos brancos donos de posses e de
nós,sei que lamentamos não ser o que somos mas em
meio a eles a maioria nos procura para fazer serviços
muitas vezes sujos e que nenhum deles sabe fazer
arrar a Terra cuidar dos pés de Café ou simplesmente
cuidar das nossos familias para que possamos aumentar
a nação.Hoje velho não sirvo mais para cuidar da Terra
apenas sou usado para aumentar a população sofro em ver
que de mim, sai a semente que ira sofrer no sol a cuidar das
lavouras a ser cichoteado a ser humilhado, hoje não tenho forças
para lutar para tentar ser livre e nem posso amar uma só mulher
a que meu senhor quiser sou obrigado a ter,amo uma negra linda
mas sei que meu senhor se souber me manda para a forca ou então
me queima em uma fogueira.
Filhos deste servo Peço a vocês descubram a felicidade fujam enquanto
são jovens para que não venham a sofrer como este velho cujo sangue corre
nas veias com a vontade de lutar mas que a saúde não ajuda para tentar fugir.
Ao meu amor deixo um recado ao meio dos batuques e ao som das chibatadas
que ela sempre se lembre que um dia a amei de mais.
gótico
Enviado por gótico em 16/02/2006
Código do texto: T112661
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gótico
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
84 textos (20223 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:22)
gótico