Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É o amor ...

Aproximou-se de leve, tão calma e silente,
Como quem não quer nada se pôs a sorrir,
Fixou-se em mim a me olhar ternamente,
Par de olhos tão belos de um verde a luzir.

Era a imagem de um anjo de conto de fadas,
Cujo enredo tão lindo não mais teria um fim,
Desconhecendo os dias, noites, madrugadas,
Perdurando no tempo em sorrisos pra mim.

Realidade e meus sonhos cingiram-se agora,
Tecendo suavemente uma história de amor,
Com um fundo musical de raridade sonora,
Melodiosa é a alma em felicidade e frescor.

Que me importa o tempo lá fora apressado?
Quem corre não tem tempo e nem sabe viver.
Cá dentro em minh’alma há um tempo parado,
A presenciar calmamente do amor o alvorecer.
José Antonio Siqueira
Enviado por José Antonio Siqueira em 17/02/2006
Código do texto: T113237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Antonio Siqueira
Itariri - São Paulo - Brasil, 67 anos
33 textos (1630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:45)
José Antonio Siqueira