Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinal do Tempo

A areia rosa se esgota na ampulheta
É tempo de renovar,
A venda é retirada dos olhos,
Por instantes cego,com a claridade do dia
Sem horizontes,
O eterno se comprime
Só o coração mostra a verdade.

Sinal do tempo!

Na areia do Deserto
Enterra sua história,
Faraós e Escravos,
Poder e solidão,
Vida e Morte.
Na nuca a marca da dor,
Os grilhões da vida,
Fazendo história refletida no Tempo.

Sinal do Tempo!

Na tumba, seus pertences escondem,
Gravado no pergaminho,
Seu nome revela ao mundo o
Sinal do Tempo.

Quem sabe Hadashimahara,
Quem sabe Hamlys,

O eterno desvendado
E a consciência do fato,
Remove no Tempo,
O sinal de uma vida,
Cheia de amor.

Na areia do deserto cavalga,
Sol e Lua,
Céu e ar,
Suor e sal,
Sinal do Tempo,
Na ampulheta da vida!
Syl Signoretti
Enviado por Syl Signoretti em 21/02/2006
Reeditado em 21/02/2006
Código do texto: T114605

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Syl Signoretti
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
933 textos (89325 leituras)
76 áudios (9216 audições)
1 e-livros (309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:19)
Syl Signoretti