Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crianças de mim

Quando criança eu me procurava na adulta,
após anos espalhados, mudei minha conduta,
hoje no fundo de mim busco a criança ausente,
oculta atrás da careta que risca meu semblante,
que de sério e de frio tem um ar bem estranho,
um riso trancado querendo chorar em carinho
e um pranto explode risada abrindo caminho!

São tantas crianças confinadas em meu coração,
penduradas acima do sonho e abaixo da razão,
ora escondidas brincando com meu ego sério
cheio das  rugas que o destino trouxe, que rio,
mirando as firulas que são tantas, impossível
não admirar ou incorporar tal leveza amável,
pois ela afugenta e manda longe a lamentação.

Apesar de tanta molecagem existente enfim,
ainda preciso resgatar no futuro bem próximo
alguma criança perdida dos sonhos e de mim,
querendo tentar, errar, tentar outra vez a esmo,
para de novo recomeçar a sonhar, dando razão
ao caminhar que me espera além da exaustão,
após passar chuva crespa promissora de verão!

Santos-SP-01/04/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 01/04/2006
Código do texto: T132268
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:46)
Inês Marucci