Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mares de mim (dedicado com carinho à querida Preta Costa"

Cadê meus mares gigantes que cama fazem dos meus pensamentos,
agachados nas vagas bravias, distantes da torre de tormentos,
aderindo à lenitiva passarela do luar e estrelas itinerantes,
ruindo castelos,porém erguendo respeito e amor consistentes?

Ao poeta, mao dupla d'esperança pelo do sopro manso do vento,
sonhada, vivida,fanaticamente quente pelo gorgeio de encanto,
que se cala mudamente,vendo o desabrochar da marola em botao,
rugindo concomitante as suas dàdivas aliados à mesma cançao!

Ao pàssaro navegante, ao peixe-prata voador dos céus e aguas,
é o veraneio eterno, ninho das maravilhas que o alvo Bàlsamo
mais eloquente dos bàlsamos pariu de doces làgrimas e màgoas,
deslizante tapete virginal, dignificando o mais imundo ermo!

O mistico de pélagos crispados e esticados,vê dos seus fundos
almas divinas erguendo fabulosas imagens d’intençoes brancas,
dos Mistérios profundos que’inda atiçam curiosos nos mundos:
porque emoçoes fazem làgrimas quando vagas levantam as ancas?

Distantes,disfarçadas nas neves que nos montes 'inda ondumam,
meu olhar que se perde no doce sonhar quer seu firme partir,
e veloz foge de mim ao pais ond'as ondas areias quentes amam,
delas fazendo sua cama,sua estrada,a razao de todo o existir!

Nem peixe nem mistico, nem castelo nem a passarela d’estrela,
mergulho eu fugitiva na imaginaçao d’inesquecivel recordaçao,
qu’em minhas entranhas nada e levanta com'uma chama de vela,
perpétua,imortal,unificando o nada aos céus em pura adoraçao!

Grenoble-Fr-02/05/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 02/05/2006
Código do texto: T149210
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:30)
Inês Marucci