Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINA DO SERTÃO

SINA DO SERTÃO


Eu nasci lá na caatinga
Sina triste do meu sertão
Onde o sol dita a sorte
É a nossa única estação

Meu avô tomava pinga
A bebida da queimação
Desce, amarga e forte
Essa é bebida da ilusão

Meu tio dizia que binga!
Isso lá era um palavrão
Soado se algum corte
Atingia o pé ou a mão

Lá na seca nada vinga
E se ganha pouco tostão
O único lucro é a morte
E só vinga a indignação


GILSON G SANTOS
Enviado por GILSON G SANTOS em 08/06/2006
Código do texto: T171855
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GILSON G SANTOS
Cubatão - São Paulo - Brasil, 50 anos
1325 textos (123032 leituras)
2 e-livros (44 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/06/17 06:11)
GILSON G SANTOS