Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fotografia silente

Já foi das gavetas dos cantos,das paredes,
verde tenra amarelecida e velha se rasgou;
emoções criou, mostrou e aind’as guardou,
agora chacoalh’os mares,praias e as redes!

Calcou vestígios quentes que a referendam
e milimetricamente a imortalizam no amor,
fotografando ontens reflorados que andam
florindo amanheceres de saudades e calor!

Risos brotou, forçados, ensaiados, vaidosos,
lotados de esperança de um dia serem  reais,
para tornarem episódios ridículos especiais,
trocando rumos remotos pelos mais ditosos!

Não são todos que sentem,que choram e sofrem,
a dor de ver e sentir u'a fotografia calorosa,
não são traços épicos revelados qu’assumem
tema popular, fingindo película glamourosa!

A fotografia,feito lua de fases,geme e soluça
adentrand’uma força estranha dos sentimentos
e nos mágicos poderes traz a ânsia que balança
delicada, por entre enlevos e deslumbramentos!

A pátria d’estrelas das abandonadas memórias,
com zelo, no amor perfeito encubou suas raízes,
errantes, miradas,a contarem grandes histórias,
que a vida ressuscitou,apesar d’alguns reveses!

Mantém-se viva mil vezes a fotografia da vida,
quando se a vive,  recorda ou  recomeça o viver,
além do previsto, fúlgidas alfaias que a estrada
ensolara na quietude interpretativa a florescer!

Santos-SP-13/07/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 13/07/2006
Código do texto: T193110
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:07)
Inês Marucci