Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTARDECER - Neila Costa



Nesse rubro entardecer de verão
Observo as gaivotas que rasgam
O deserto do céu e no seu repentino
Planar sobre o mar mergulham entre
As ondas e recolhem seus alimentos.
Meus olhos fixos no ar
Pela maravilhosa pintura
Começam a bailar aos movimentos
Mutáveis do magnífico mar.
Surpresa a brisa me chega suave
E de mansinho acaricia meu rosto,
Rouba e aquece o frio do meu coração.
Num pulsar de sopro que sai do meu soluçar
As lágrimas em ondas começam a me banhar,
Quando não mais vejo o sol que estava a me aquecer.
Na areia começa a se formar
A sombra da noite que sobre ela
Descansa o meu fatigado corpo.
As ondas do mar enfim
Sob o véu da lua cheia, repousam,
E as estrelas tímidas saltitam saudando
A lua que novamente reina soberana.


Neila Costa
Enviado por Neila Costa em 01/08/2006
Reeditado em 03/11/2009
Código do texto: T206620

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Neila Costa
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
105 textos (3964 leituras)
66 áudios (3351 audições)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:07)
Neila Costa