Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O T R E M


Serpenteando pela encosta afora

Expelindo fuligem a granel

Lançando nuvens de fumaça ao céu

Chega o trem, quase na hora


Na estação o burburinho costumeiro

Crianças correndo, pais aflitos

Vendedores anunciando aos gritos

Corre corre para chegar ao bagageiro


Desce e sobe todo tipo de gente

Senhores apressados, senhoras elegantes

Crianças de colo, muitos estudantes

Casais de idosos e outro adolescente


O guarda apita a partida

Passagem comprada só de ida

Emprresários à vista do progresso

Creem que trem é retrocesso


É vendida a estrada de ferro

É acabado o sonho de trem viajar

Sentir no rosto o vento soprar

Lembranças, pra que te quero


Adeus Estação da Luz
Hoje já não mais me seduz
Resta apenas na memória
Um pedaço de minha história

GDaun
Enviado por GDaun em 19/08/2006
Código do texto: T219798

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43017 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:34)
GDaun