Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da flor do esquecimento

As manhãs na terra do esquecimento
São perfumadas pelo sofrimento
Das lembranças desaparecidas
Que eram aquecidas

Pela presença da Bela Lúcia
No coração do mais solitário
Morador e cavalheiro
Que vive em fuga e astúcia

Por buscar o desconhecido
Na esperança de ter a Flor
Que adoce seu peito sofrido

Devolvendo-lhe as lembranças
Daquela que é Bela e Amor
E que enche a vida de esperanças.


Canindé, 16 de Junho de 2005.
Copyright by Apollu Stefanno
Enviado por Copyright by Apollu Stefanno em 16/06/2005
Reeditado em 25/08/2006
Código do texto: T25025

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar meu nome e link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Copyright by Apollu Stefanno
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 40 anos
89 textos (4860 leituras)
1 e-livros (124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:19)
Copyright by Apollu Stefanno