Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECORDAÇÕES

Fieiras de acarás e lambaris ,
mosaicos de estrelas lá no céu
imagens de uma infância colorida
desbotadas pela vida, pelo tempo que passou.

Minha mãe serena na varanda
floridos eram os pés de manacá
mastro de São Pedro erguido ao vento
saudade que para sempre há de marcar.

Café amontoado no terreiro,
a aurora na serra ao despertar
gotas de orvalho sobre a relva
galochas que jamais irei usar.

fragmentos eternos de lembrança,
as provas de que um dia fui feliz
poesias que ficaram pelo tempo
os sonhos e proezas de aprendiz.

Foi lá que eu aprendi a ser menino
No lombo de um cavalo alazão
Pilintra, pirilampos da infância
Lembranças que pra sempre ficarão.

Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 10/11/2006
Código do texto: T287340
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 60 anos
151 textos (14617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:06)
Beto Pupo