Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cafajeste

Para todos os outros, missão impossível
perfeição humana, rainha soberana
próximos a ela se faziam submissos
mesmo assim era a vez da minha cupidez

Um olhar azul altivo e majestoso
madeixas douradas ,sonho prolixo  libidinoso
Um éden perdido em um universo fabuloso.

Mulher culta,  acostumada a cântico femeeiro
não adiantava usar frase pronta e truque de carteiro.
melhor conhecer sua geografia,
olhar de longe , conquistar sua simpatia.

Como todo poder tem seu desalento
e esse poema não é métrico é depoimento
a represa se rompeu, nas mãos de um infame sempre atento.

O que era intocável agora jazz explorado
findo também um cafajeste, hoje rebaixado
a um bímano truão, admirador e companheiro
trovador solfista e nobre seresteiro.

Cafajeste é para fêmea ingênua
o infame atento para  fêmea desperta
o primoroso só em sonho, poema e seresta.
marquesK
Enviado por marquesK em 29/06/2005
Código do texto: T29039
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marquesK
São Paulo - São Paulo - Brasil, 96 anos
58 textos (9213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:05)
marquesK